9 de abril de 2015

Homilia de Francisco na Casa Santa Marta: Cuidar da criação não é só coisa dos ecologistas (09.02.15)

O cristão que não se preocupa com a criação não se preocupa com o trabalho de Deus
 
Na homilia da missa desta segunda-feira, o papa Francisco recordou que os cristãos são chamados a cuidar da criação e disse que Deus criou o universo, mas a criação não terminou: “Ele continuamente sustenta o que criou”. O papa falou também da 'segunda criação', realizada por Jesus ao 'recriar' o que tinha sido abalado pelo pecado.
 
Partindo da primeira leitura, que narra a criação do universo, o papa observou que "o Evangelho mostra 'a outra criação de Deus', a de Jesus, que recria o que o pecado tinha afetado. Quando as pessoas tocavam nele, eram salvas: isto é 'a recriação', que é 'mais maravilhosa do que a primeira'. Quanto ao trabalho da 'perseverança na fé', ele é sustentado pelo Espírito Santo".
 
“Deus trabalha, continua trabalhando; e nós podemos nos perguntar como é que temos de responder a esta criação de Deus, que nasceu do amor, porque Ele trabalha por amor. À ‘primeira criação’, temos que responder com a responsabilidade que nosso Senhor nos dá: ‘a Terra é vossa, submetei-a, fazei-a crescer’. Temos a responsabilidade de fazer a Terra crescer, de fazer a criação crescer, de cuidar dela e de fazê-la crescer de acordo com as suas leis. Nós somos senhores da criação, não donos”.
 
A este respeito, o papa declarou que precisamos ter “o cuidado de não nos apossarmos da criação, mas de fazê-la ir adiante, fiéis às suas leis. Esta é a primeira resposta ao trabalho de Deus: trabalhar para cuidar da criação”.
 
“Quando ouvimos falar de reuniões para pensar em como cuidar da criação, podemos dizer: ‘São os ecologistas!’. Não, não são os ecologistas! Isto é cristão! É a nossa resposta à ‘primeira criação’ de Deus. É nossa responsabilidade. Um cristão que não cuida da criação, que não a faz crescer, é um cristão que não se importa com o trabalho de Deus, com esse trabalho do amor de Deus para conosco. E esta é a primeira resposta à primeira criação: cuidar da criação, fazê-la crescer”.
 
E como respondemos 'à segunda criação'? O papa recordou: "São Paulo nos exorta a nos deixarmos “reconciliar com Deus”, ou seja, a “seguir o caminho da reconciliação interior, da reconciliação comunitária, porque a reconciliação é o trabalho de Cristo”. De novo, retomando as palavras do apóstolo, Francisco recordou que não devemos afligir o Espírito Santo que está em nós, que está dentro de nós e trabalha dentro de nós. “Cremos em um Deus pessoal”, que “é pessoa Pai, pessoa Filho e pessoa Espírito Santo”. E os três estão envolvidos nesta criação, nesta recriação, nesta perseverança na recriação.
 
“Aos três, nós respondemos: cuidar e fazer a criação crescer; deixar-nos reconciliar com Jesus, com Deus em Jesus, em Cristo, todos os dias; e não afligir o Espírito Santo, não expulsá-lo: Ele é o hóspede do nosso coração, aquele que nos acompanha, que nos faz crescer”.
 
Ao encerrar, o papa pediu que “Nosso Senhor nos dê a graça de entender que Ele trabalha e a graça de responder justamente a este trabalho de amor”.
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário